O Clube Icaraí faz parte da história e vai abrigar a mostra. Foto divulgação

Potirendaba, município que integra a macrorregião de S.J.Rio Preto (a 40 km) vai fazer um mergulho no tempo: será aberta nesta quarta-feira (21), às 19h30, no Clube Icaraí, a exposição “Memória: Ressignificação do Tempo”.

A exposição faz parte do Projeto Memória que teve como primeira iniciativa o lançamento do Livro “A História de Potirendaba” realizado em julho do ano passado.

José Luiz Franzotti, ex-prefeito e Diretor da Bebidas Poty, idealizou o Projeto e lembra que a  repercussão da publicação foi muito positiva. “As lembranças estão ligadas à vontade de cada um, ao desejo de incorporar às nossas vidas as realizações de nossos antepassados. A exposição vem consolidar esse processo e permitir a um maior número de pessoas o conhecimento da história de Potirendaba, uma cidade muito bonita, com uma história construída pelo trabalho de seus moradores”, destaca.

Deodoro Moreira, diretor da empresa Serifa Editora e Comunicação, organizadora do projeto Memória, explica que  a população poderá ter acesso à história da cidade de forma sistematizada e organizada. “A exposição valoriza aspectos e manifestações culturais da cidade e analisa a história também pelo viés econômico. Ela faz um resgate abrangente permitindo que o cidadão, por meio de imagens do passado, entenda seu presente e projete o futuro”, define.

O conteúdo completo da exposição também está acessível pela internet e pode ser acessado pelo endereço: serifacomunica.com.br/memoria. No site o internauta  encontra os acervos de fotos e vídeos, além do livro “A História de Potirendaba”.  A mostra se apoia no trabalho do pesquisador Francisco Riva, na própria história do Clube Icaraí e na memória oral  dos moradores de Potirendaba.

As visitações acontecem às quintas-feiras, das 9h às 16h, e aos sábados, das 9h às 13h. Agendamentos para visitas monitoradas podem ser feitos pelo fone (17) 99775-4441 ou pelo e-mail:deodoro@serifacomunica.com.br.

O projeto “Memória: Ressignificação do Tempo” é realizado pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio do ProAC SP, produzido pela Serifa Editora e Comunicação, com patrocínio da Cia. de Bebidas Poty, tem entrada gratuita e ficará disponível durante um ano.

O que ver na Exposição

Quem for visitar a exposição “Memória: Ressignificação do Tempo” vai passar por várias instalações. Logo na fachada do Clube Icaraí, tem o letreiro com a palavra MEMÓRIA. Na entrada, a escultura “Potirendaba”, de autoria do artista plástico Carlos Bachi, estará rodeada por uma instalação artística confeccionada pela comunidade, seguindo o formato dos tapetes da procissão de Corpus Christi, tradicional na cidade.

As outras instalações abertas ao público são:

  • Painel interativo para visita virtual a todo acervo da exposição.
  • “Sala Francisco Riva” com o acervo digitalizado do pesquisador potirendabano.
  • Três vitrines, contendo, cada uma delas, objetos que façam referências às décadas de 1910 a 1940.
  • Instalação digital “Ontem/Hoje”, que consiste em uma ação em tempo real que mostra uma foto histórica de um ponto representativo da cidade e uma câmera ao vivo transmitindo o que está acontecendo no momento na Igreja Matriz e Prefeitura.
  • Espaço “Décadas”, composto de referências fotográficas em 25 painéis a partir da década de 1950 até a atualidade, incluindo instalação “Memória Oral”.
  • “Espaço Icaraí”, instalação produzida com fotos históricas do Clube.