De 7 a 9 de novembro deste ano o Brasil receberá pela primeira vez Campeonatos Mundiais de Baristas. foto divulgação

De 7 a 9 de novembro, acontece em Belo Horizonte (MG), pela primeira vez,  Campeonatos Mundiais de Baristas. Os eventos marcam a SIC – Semana Internacional do Café e milhares de visitantes de vários países desembarcarão na capital mineira para participar.

Uma das disputas é Cup of Excellence – Brazil 2018, conhecido como a Copa do Mundo do café e principal concurso internacional de avaliação de cafés especiais. O evento terminou domingo (21) em Guaxupé/MG com a presença de 29 juízes de dez países. Eles provaram 77 amostras de café arábica classificadas durante a etapa nacional, realizada em Varginha/MG.

O júri veio de países como Estados Unidos, Japão, China, Cingapura, Bulgária, Rússia, Inglaterra, Austrália, Índia e Alemanha. Participaram desta edição produtores da variedade arábica da safra 2018 de diferentes regiões do Brasil. A BSCA recebeu, para o Cup of Excellence – Brazil 2018, cerca de mil amostras. Os vencedores foram Leonardo Ponte Tavares, da Fazenda Primavera e Ismael Andrade, da Fazenda Paraíso, ambas mineiras.

Em novembro,  uma centena de competidores premiados se enfrentarão em Belo Horizonte/MG no preparo e na prova da bebida, representando mais de 40 países. Os quatro mundiais atendem às diversas maneiras de fazer café.

“O Brasil é o maior produtor mundial de café. Somente das lavouras mineiras, sai uma de cada cinco xícaras de café consumidas no mundo. Tem grande importância histórica, social e econômica. E além da quantidade, o país é reconhecido mundialmente como produtor de cafés de alta qualidade, com muitas origens e sabores”, explica Roberto Simões, presidente da Federação da Agricultura e Pecuária/MG (Faemg), entidade realizadora da SIC.

Além dos mundiais, a SIC tem como uma das principais ações promover as regiões produtoras de café de Minas Gerais e do Brasil. No evento também são realizadas mesas de prova de café e concursos que reúnem amostras dos melhores grãos colhidos na nova safra, o Coffee of The Year – que premia as espécies arábica e robusta.

“A Semana Internacional do Café torna-se a cada ano mais arrojada. Os eventos mundiais, por si só, asseguram um importante contingente de estrangeiros prestigiando nossa SIC, que se consolida cada vez mais, já ocupando lugar seguro na agenda dos grandes eventos mundiais do setor cafeeiro”, destaca o Secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento/MG (Seapa), Amarildo Kalil.

A grande conclusão dos especialistas em café é que o Brasil tem um mercado em ascensão: o dos cafés especiais ou gourmet. O produto teve um crescimento no Brasil de 12%. Se você aprecia a bebida, não perca em BH o grande evento do ano do mundo do café.