Nas trilhas se chega a lugares lindos e acolhedores.

 

O grupo inclui de 15 a 50 pessoas e sai semanalmente.

Você sabia que existe, em S.J.Rio Preto, vários grupos que se unem para explorar fazendas, caminhos e reservas de matas? Alguns vão de bike outros de moto e outros a pé.

São os chamados trilheiros. Rio Preto tem vários grupos de trilha. Iniciei em um deles há um mês. Eles caminham sempre aos domingos, ou feriados e até à noite.

No caminho se encontram riachos e cachoeiras.

O grande lance da trilha é o contato com a natureza. Há trilhas nas quais você caminha dentro d´água. Outras nas quais você encontra cachoeiras e lagos que são irresistíveis: as pessoas acabam se jogando na água.

O final da trilha é para o piquenique e descanso antes de voltar para casa.

Ao final de cada trilha tem um piquenique com ítens levados pelos integrantes do grupo. É o momento de confraternização e de recuperar a energia depois do trajeto. Tem roteiros bem puxados, como a trilha do Padre Mariano, que parte do Distrito de Schmitt e vai até Cedral. São 14 Km de estrada. É preciso sair antes das 7 horas para não enfrentar o sol forte. As trilhas sempre terminam antes do meio-dia.

Malu Rodrigues e Claudia Bassitt são velhas de trilha.

O objetivo do trilheiro é sempre se exercitar e conhecer novos lugares, fazer belas fotos e interagir com novas pessoas. Geralmente são pessoas com idade entre  de 30 até 60 anos. Muitos levam as crianças (acima de 10 anos).

Se você ainda não fez trilha, saiba que se trata de uma atividade saudável que ajuda na auto-estima e propicia novas descobertas. Para participar basta conhecer alguém que faz e pedir para ser incluído nos grupos de whattsapp. Daí, é só seguir a programação. Fazer trilha é um lazer saudável e com baixo custo. Programe-se.