J Hawilla enfrentava problemas respiratórios após passar por um câncer de garganta.

O corpo empresário J.Hawilla será sepultado logo mais, às 17 horas,no cemitério Gethsêmani, em São Paulo. Ele faleceu hoje (25) em decorrência de problemas respiratórios, no hospital Sírio Libanês. Hawilla tinha 74 anos e deixa a esposa Eliane, três filhos (Stefano, Renata e Rafael) e seis netos.

Em seu nome (e dos filhos) consta uma herança calculada em R$750 milhões em bens e propriedades. Uma delas a rede de emissoras afiliadas da Rede Globo, TV TEM, que cobre 49% da transmissão da emissora no Estado.

O Quinta do Golfe, clube também de propriedade da família, permanece fechado hoje em homenagem ao passamento do empresário.

O prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo (MDB) disparou uma declaração via assessoria, lamentando a morte do rio-pretense: “recebo com pesar a informação da morte do empresário e amigo J. Hawilla, idealizador da TV Tem. Decidi decretar luto oficial por três dias no município. Em sua TV, Hawilla apostou no conceito de jornalismo cidadão, dando voz à comunidade e sendo porta voz das reivindicações da população de grande parte do Estado de São Paulo.  É uma grande perda”.

Hawilla estava degastado depois de enfrentar um câncer de garganta e ter sido preso nos Estados Unidos após denúncias de irregularidades em negociações com a FIFA. Ele havia retornado ao Brasil no início do ano, mas passou muito mal já na viagem e desde então seu quadro se agravou, culminando com a morte nesta sexta-feira (25).

Leia a matéria completa sobre a trajetória do empresário rio-pretense e os motivos de sua prisão nos EUA aqui.