A heveicultura permite outro tipo de produção compatível com o seringal.

São José do Rio Preto, considerada um dos principais polos produtores de borracha no Brasil, terá na segunda-feira (20), às 18h30, uma festa especial na sede da Apabor – a Associação Paulista dos Produtores e Beneficiadores de Borracha. A entidade comemora 25 anos de atuação na cidade e vai reunir imprensa e convidados para informar as novidades do setor.

Rio Preto apresenta números significativos na produção de látex: são 5 mil produtores de borracha no Noroeste Paulista e 30 milhões de seringueiras em produção, o que representa 58% da produção brasileira. As lavouras empregam 10 mil sangradores. “Esses dados comprovam o grande potencial de nossa região para a produção nacional, que pode trazer a tão sonhada autossuficiência em produção de Borracha Natural para nosso país”, destaca Wanderley Sant’Anna, presidente da Apabor.

A Apabor foi fundada no dia 20 de novembro de 1992 por Percy Putz, produtor, primeiro presidente da associação e membro da diretoria até hoje. A instituição busca melhores preços para a borracha; a divulgação de técnicas atualizadas da cultura da seringueira para aumento da produtividade e melhoria da qualidade da borracha.

Atualmente a Apabor realiza e participa de eventos do segmento dentro e fora do país e já produziu um manual de boas práticas em produção e comercialização de borracha, que percorre todo o Estado com o Workshop Borracha Legal. A Associação foi fundada 80 anos depois de o Brasil deixar de ser o maior produtor mundial de borracha. O Sudeste Asiático assumiu e mantém a liderança desde 1912.