Nesta sexta-feira (6) tive o privilégio de conhecer Cris Guerra (foto Ricardo Boni), uma blogueira mineira que é autora de três blogs e despontou no cenário nacional após começar a blogar. Sua ascensão se deu justamente após um momento que ela define como “de profunda dor”: grávida de 7 meses ela perdeu o marido e começou a escrever.”Escrever para mim foi uma trasmutação da dor em alegria”. Essa escrita resultou no blog Para Francisco, que virou livro com o mesmo nome e inspirou novos blogs de moda e lhe indicou um caminho e uma nova atividade.  Cris veio a S.J.Rio Preto para ministrar a palestra A arte de ser mãe, no Riopreto Shopping. Ela conversou com o Política&Afins e disse que quer conhecer este blog. Uma honra. Veja abaixo a conversa rápida após a palestra.

Política&Afins – Você tem um texto cristalino e muito objetivo, que atrai a leitura. O que lhe inspira a escrever assim? Você lia muito ou passou a ler muito a partir do momento no qual começou a escrever?

Cris Guerra – Eu passei a ler mais depois que comecei a escrever. Na verdade eu escrevi muito a vida toda para a publicidade e isso me obrigou a buscar o poder de síntese das coisas. Essa objetividade é para falar com muita gente. Eu consigo falar com o leitor médio, minha escrita não é muito sofisticada. Ela é simples.

P&A – Você começou a escrever blog quando ainda ninguém sabia o que era blog, entre 2007 e 2010. Como foi esse desafio?

Hoje em dia meus blogs complementam minha atividade. Eu blogo todo dia, mas não é minha atividade principal. Eu alimento principalmente o Hoje Vou Assim, que é a parte de moda, porque eu fui trabalhar com isso. O Para Francisco foi bacana, mas depois que lancei o livro perdeu o sentido, o livro fechou esse luto porque eu não ia continuar falando sobre essa perda e tal. No Amor e Ponto eu quase não escrevo, e no Hoje Vou Assim não dá para postar mais look todo dia. Meu assunto hoje é comportamento porque eu tenho coluna na Band News FM de Belo Horizonte, e uma coluna de crônicas na Veja BH, que é a minha preferida.

P&A – O blog lhe tornou jornalista?

Cris- Sim. Eu me chamo de escritora porque eu vivo de escrever e hoje minha escrita é mais autoral. Já me considero escritora.

P&A – A Internet hoje é um instrumento poderoso?

Cris – Poderosíssimo. É o grande acontecimento do século 21, que tem capacidade de mudar o mundo e já vem mudando muitas coisas. Para o bem e para o mal. Mais para o bem, porque tem muitas coisas boas. Acho que a internet tem poder de fazer coisas que o mundo estava precisando há muito tempo, só falta as pessoas entenderem isso e usarem para o bem.

P&A – Como você chegou a S.J.Rio Preto?

Cris – Eu fiz uma palestra em Ribeirão Preto, no shopping de lá e acho que fui recomendada para vir aqui.