O governador Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou hoje a liberação de R$10 milhões para a reforma do aeroporto de Rio Preto, que deve ganhar ampliação na pista, reforma na torre de controle e ampliação do terminal de embarque/desembarque.  Ele esteve pela manhã, no Hospital de Base, onde assinou o decreto de criação do Centro de Reabilitação Lucy Montoro, que fica ao lado do hemocentro.

Comitiva

Alckmin veio acompanhado do senador Aloysio Nunes (PSDB); do Secretário de Desenvolvimento, Rodrigo Garcia (DEM), da secretária da Pessoa com deficiência, Linamara Batistella e dos deputados estaduais: Orlando Bolçone (PSB); Sebastião Santos (PRB); Carlão Pignatari (PSDB) e Itamar Borges (PMDB). Ele foi recebido pelo prefeito Valdomiro Lopes (PSB) e pela secretária da Mulher e da pessoa com deficiência, Regina Chueire e o secretário de saúde José Victor Maniglia.

Bom Prato 2

O prefeito Valdomiro Lopes pediu e ALckmin prometeu: a instalação de uma segunda unidade do Bom Prato, restaurante que serve refeições subsidiadas pelo Estado a R$1.  Será próximo ao HB para facilitar a vida de quem vem de fora para ser atendido no hospital.

HC

Ele anunciou ainda que o Hospital da Criança vai virar hospital Materno-infantil, pois terá ala para atendimento de gestantes. Mas, não deu data para inauguração.

Rodovias

Alckmin garantiu a entrega da Rodovia Euclides da Cunha, nom trecho próximo a Santa Fé do Sul, até março. E anunciou obras de duplicação na Assis Chateaubriand com duplicação de 12 Km da via no trecho entre Olímpia-Barretos-Guaíra.

Multidão

Uma profusão de fotógrafos, cinegrafistas, jornalistas, assessores de imprensa e políticos locais e regionais acompanharam a passagem de Alckmin.

Ausente 1

Uma ausência foi notada na visita do governador: o deputado federal Vaz de Lima (PSDB), seu aliado de primeira hora em Rio Preto.

Ausente 2

O deputado federal Edinho Araújo (PMDB) também não. Nem seu colega de câmara, deputado Eleuses Paiva (PSD). 

Privilegiada

A TV TEM monopolizou as atenções e fez Alckmin esperar durante 10 minutos para entrar ao vivo No TEM Notícias 1. Enquanto o governador esperava, em pé num canto, uma multidão se acotovelava ao redor. As demais emissoras de TV puderam fazer peguntas somente depois dos discursos, quase uma hora depois. Privilégio garantido pelo cerimonial do próprio Alckmin.

Não me venha com essa

Enquanto esperava o governador dar entrevista à TV TEM, o secretário Rodrigo Garcia se misturou com os jornalistas. Eis que um deles pergunta: e o DEM? como vai se comportar com o PSD? Enfezado, Rodrigo disse: não me faça esse tipo de pergunta, por favor.  Adivinha quem era o repórter?